FIDC SANEAGO INFRAESTRUTURA IV

FIDC SANEAGO INFRAESTRUTURA IV

Público Alvo

Investidores Qualificados ("ICVM409/04")

Objetivo / Política de Investimento

O objetivo do Fundo é proporcionar a seus Quotistas, observada a política de investimento definida no Regulamento, a valorização de suas Quotas por meio da aquisição pelo Fundo de forma preponderante, dos Direitos Creditórios do segmento de prestação dos Serviços pelo Cedente, juntamente com todos os direitos, privilégios, preferências, prerrogativas e ações assegurados ao titular de tais Direitos Creditórios FIDC IV, tudo nos termos do Contrato de Cessão. A parcela do Patrimônio Líquido não investida em Direitos Creditórios FIDC IV será investida em Ativos Financeiros.

Nome FIDC SANEAGO INFRAESTRUTURA IV 
CNPJ 20.045.862/0001-48
Início do Fundo 18/12/2015
Administrador OLIVEIRA TRUST DTVM S.A.
Gestor INTEGRAL INVESTIMENTOS LTDA
Custódia OLIVEIRA TRUST DTVM S.A.
 
FUNDO Valor da Cota Diária* Rentabilidade * Patrimônio Liquido
Dia Mês Ano (2016) 12M*** 24M*** Desde o início ** Médio - 12M Data
FIDC SANEAGOR$ 10.057,926689200,06%1,36%6,08%0,00%0,00%6,63%R$ 307.146.211,5506/09/2018
% CDI 122,37%
* Rentabilidade líquida de taxa de administração e taxa de performance
** Início do Fundo: 14/12/2012
*** Referente ao último dia do mês anterior

Rentabilidade passada não é garantia de resultado futuro. A rentabilidade não é líquida de impostos. Existência de uma classe de cotas subordinadas não é garantia que a rentabilidade alvo das cotas seniores será atingida. Fundos de investimento não contam com garantia do administrador do fundo, do gestor da carteira, de qualquer mecanismo de seguro ou, ainda, do Fundo Garantidor de Créditos - FGC. É recomendável a leitura cuidadosa do prospecto e regulamento de um fundo de investimento pelo investidor antes de aplicar seus recursos. O indicador utilizado é mera referência econômica e não meta ou parâmetro de performance. O fundo utiliza estratégias com derivativos como parte de sua política de investimento e, dependendo da forma como são utilizadas, podem resultar em significativas perdas patrimoniais para seus cotistas, podendo inclusive acarretar perdas superiores ao capital aplicado e a consequente obrigação do cotista de aportar recursos adicionais. Não há garantia de que este fundo terá o tratamento tributário para fundos de longo prazo.